Voltar

Cuidados coronavírus

Olá estimados pacientes e comunidade em geral. Sou Daniel Marcolin, médico geriatra da cidade de Passo Fundo. Assim como vocês, todos estamos preocupados com a pandemia. Sabemos que é um período para nos cuidarmos mais e ficarmos mais reclusos, em nossos domicílios, sem muito contato com o mundo exterior.

Sendo a população idosa a mais vulnerável para o COVID 19, escrevo aqui algumas orientações preventivas que devemos manter neste período. Por mais que, na maioria das vezes, os sintomas são leves e a recuperação é muito possível, vamos tomar cuidado para não ficarmos doentes. Nunca é bom ficar com sintomas de resfriado ou gripe, pois nos debilitam, mesmo que temporariamente.

  1. ISOLAMENTO SOCIAL

É muito importante neste momento, até porque todos estamos ainda com muitas dúvidas frente a este vírus. Desta forma, sugerimos que vocês fiquem em casa para evitarem contato com pessoas ou objetos fora que possam estar com o vírus. Porém,  mesmo em casa, deixem as janelas abertas, arejando bem a casa, fazendo a troca e circulação do ar. Queremos que você não fique exposto a ele. Precisamos evitar aglomerações. Roda de chimarrão, utilizar mesmo copo e talher, nem pensar neste momento.

 

  1. HIGIENIZAÇÃO DAS MÃOS:

De suma importância, pois muitas vezes é através das nossas mãos que levamos germes para nossa boca, nariz e olhos e, a partir daí, para o resto do corpo. Não apenas para o Covid, mas também para outras doenças, como gripes, resfriados e infecções intestinais.  Se nossas mãos estvierem com germes, nós os deixaremos nas maçanetas, torneiras, gavetas, dinheiro, comida, enfim, todo e qualquer objeto que nossa mão toca. Então, de agora para diante, independente do COVID, vamos criar isto como um hábito, assim como reforçamos tanto na época da Gripe Suína, em 2009!  O álcool gel é uma opção, lembrando sempre que o ideal ainda é agua e sabão, lavando muito bem as mãos, não deixando de esfregar entre os dedos e o polegar também. Mantenha as unhas preferencialmente curtas. Ao fechar a torneira, dê preferência ao papel toalha, pois não se esqueça, quando você abriu a torneira, sua mão estava suja e contaminou a torneira. Se após lavar as mãos, você tocar novamente, vai se contaminar novamente.  Deixe nem que seja alguns guardanapos ao lado da pia.

  1. NÃO LEVE A MÃO AO ROSTO:

Mesmo sem nos darmos conta, muitas vezes coçamos nosso rosto, levamos a mão para boca, nariz, olhos. Estes locais são portas de entrada dos vírus. Por isto, vamos nos policiar. Se precisarmos levar a mão ao rosto, sempre higienizar nossas mãos antes.

 

  1. HIGIENIZAÇÃO DOS ALIMENTOS:

Neste momento, estamos pedindo para que vocês não façam compras em mercado, não toquem nas coisas, fiquem em casa. Quando trouxerem os alimentos para vocês, higienize-os bem. Afinal de contas, não sabemos que mãos tocaram neles e o que tinham naquelas mãos. Muitas pessoas pegaram naquele pacote de arroz ou naquela maçã antes de chegar até a sua casa. Para frutas, verduras e legumes, pode-se colocar em um recipiente com 1 litro de água e 1 colher de sopa de agua sanitária, deixá-los de molho por 10 minutos, após enxaguar com água e secar em seguida. Isto servirá para eliminar germes. As embalagens plásticas  (sacos de feijão, arroz, bolachas), podem ser higienizadas passando um pano embebido em álcool ou água e sabão

Antes de preparar seus alimentos, higienize muito bem suas mãos.

 

  1. UTENSÍLIOS DE USO DIÁRIO:

Nosso  celular, telefone domiciliar, controles remotos, podem também ficar contaminados a partir das nossas mãos. Eles precisam também ter uma boa limpeza. Para evitarmos ficar passando álcool diretamente nele e, assim, estragando-os em função da umidade que pode entrar, uma sugestão seria envolver eles com plástico que se usa para embalar alimentos e, sobre estes plásticos, passar a solução com álcool, devendo ser trocada periodicamente.

  1. ROUPAS E CALÇADOS:

Como estaremos protegidos em casa, a princípio nossas roupas não estarão contaminadas. Porém, caso tenhamos que sair, ao chegarmos em casa, já devemos tirar nosso calçado na porta de entrada, deixando-o pelo lado de fora (há alguns especialistas que sugerem deixar um pano embebido em agua sanitária sobre o tapete do lado de fora da porta para limpar os calçados).  Após retire a  roupa e a coloque para lavar na máquina, de forma habitual. Nãoo bata as roupas antes de colocar na máquina, para que o vírus não corra o risco de ir para o ar e para seu rosto. Não se esqueça, após manusear as roupas que vieram sujas da rua, lave bem suas mãos e tome um banho.  As pessoas que moram com você e que tiveram que sair para a rua, ao chegarem em casa, devem fazer isto também.

 

  1. CUIDADO COM O CORPO:

Mesmo não devendo sair de casa, faça sua rotina de forma mais habitual possível. Faça exercícios em casa, tome sol pela janela ou varanda.  Reforce a hidratação do corpo. Torne um hábito a ingestão adequada de água, de 1  a 2 litros por dia, mesmo que não sinta sede. Faça disto um hábito!!!! Fará muito bem à sua saúde. Tenha uma alimentação adequada, coma frutas, verduras, legumes, ovos, carne. Evite os embutidos, alimentos industrializados , doces, frituras e excesso de sal.  Assim você estará reforçando seu sistema de defesa para combater os vírus.

Mantenha seus remédios habituais de uso contínuo.

Durma bem.

Tome banho pelo menos 1 vez ao dia, mesmo tendo ficado somente em casa.

 

  1. RELAXE

Calma, sabemos que todos estamos apreensivos, mas se ficarmos somente pensando nisto o dia inteiro, entraremos em pânico. Informe-se o que for necessário, mas se distraia com outras coisas. Evite ficar horas vendo reportagens, vídeos ou textos sobre o assunto, muitas vezes são repetitivos ou falsos. Leia livros. Ouça músicas.  Dialogue, nem que seja pelo telefone, com seus familiares, vizinhos, amigos.  Organize aquele armário que ficou a tempo deixado para trás.  Reveja seus álbuns de fotografia. Escreva sua história de vida num caderno. Pinte. Dance sozinho aquela música que tanto você gosta. Toque seu instrumento musical, cante. Veja a missa ou culto pela televisão ou ore individualmente. Faça exercícios em casa mesmo. Aprenda a mexer em todos os recursos de seu celular ou computador.  Apesar de estarmos num período de preocupação, não podemos deixar que isto tome conta de nós, pois também afeta nossa defesa imunológica.

 

  1. VACINAS:

A vacina da gripe protege contra a gripe, não contra o coronavírus. As vacinas pneumocócicas protegem para bactérias que causam pneumonias, não o coronavírus. São importantes para evitarmos estas outras doenças, mas não o coronavírus. Esteja com o calendário atualizado. Se puder fazer elas no carro ou em casa, melhor. Evite aglomerações, mesmo que for para a imunização. SE tiver muita fila, respeite a distância mínima de 1 metro entre uma pessoa ou outra, ou vá noutro momento.

 

  1. SE FICAR DOENTE:

Primeiramente, não se desespere. Lembre que grande parte das pessoas que apresentaram a doença se recuperaram. Observe seus sintomas. SE forem leves, trate como uma gripe comum, destas que tanto já tivemos contato. Avise seus familiares próximos ou vizinhos. Para saberem de sua saúde e também para cuidarem ao ter contato com você. Entre em contato com seu médico ou vá para um dos serviços especializados no tratamento de coronavírus, principalmente se a febre ficar persistente, se tiver falta de ar ou se não se sentir bem ou seguro a ponto de ficar em casa sem uma avaliação. SE tiver máscara em casa, use-a para sair de casa.  Se não tiver, já comunique a secretária, de sua casa mesmo, que está apresentando os sintomas, para que providenciem para você ao chegar lá e para agendar seu atendimento num horário adequado, sem mais pessoas na sala de espera. Assim você a transmissão para outros.  SE espirrar ou  tossir, cubra a boca e o nariz, preferencialmente com o braço. Evite tocar em botões de elevador e maçanetas, pois poderá contaminar outras pessoas.  Nestes casos, use o cotovelo ou até os pés para abrir portas de elevadores ou portões. Neste período, estas ações não serão mal vistas.

 

Nós todos iremos passar por  esta batalha de vencermos o Covid e aprenderemos com isto para vencermos muitos outros. Estamos todos confiantes. Esteja você também, querido(a) paciente, em seu domicílio, protegido. A gente pode não enxergar o Coronavírus, mas estamos muito bem armados para combatê-lo.

 

Um grande abraço,

Dr. Daniel Marcolin

27.03.2020